1 de abr de 2011

31/03/11 - Pode investigar Professor X ! Sem X-Men, mas X-traordinário!


Olá, olá. Um dia excelente. Mente tranquila. Força de vontade férrea. Fiz a dieta como manda o figurino e independente de qualquer circunstância mantive na dieta. ATÉ EM PENSAMENTO!

Nem o professor X iria encontrar um desvio de conduta gorda na minha cabeça desta vez! Pelo contrário o entusiasmo pelo emagrecimento esteve mais forte do que nunca. Acho importante este ponto. Para emagrecer, este objetivo tem que ser algo que o faça feliz! Ora, eu quero emagrecer. Gosto de me imaginar magro, saudável. A idéia me anima. O objetivo me instiga, me importa.


Acho que muitos que falham nesta jornada, no fundo, talvez, não queiram ser magros de verdade. Querem apenas agradar um senso estético da sociedade, não deles. Ou estejam fazendo isto forçadamente por questões de saúde, o que se separa do desejo e se torna necessidade de sobrevivência.

Mas, sob todos os pontos de vista, não há vantagem alguma em ser gordo! Vantagem alguma. A sensação subconsciente de que ser gordo traz algum tipo de conforto é tã ilusória quanto o sentimento de ficar doente, sim, porque alguns simplesmente querem ficar doentes!

Como escreveu Louise Hay, é preciso compreender que É SEGURO emagrecer. E que todas as vantagens que SUPOSTAMENTE se pode ter gordo, serão muito MAIORES sendo magro e saudável.

Neste ponto, tudo está na mente. A mentre constrói e destrói e é preciso dominá-la. Não precisa ser um Professor X(Éks), nem um (Éks)X-Men, basta ser você mesmo para gostar de si mesmo e a partir daí levar a mente para a concretização deste sentimento o que será (Éks)X-traordinário..

Nenhum comentário:

Postar um comentário