27 de dez de 2010

27/12/10 - Mudanças se fazem sentir..


Me desculpem por estes dias longe, mas, não tive como me conectar na rede. De qualquer forma, aqui estou depois do natal. 

No que se refere sobre a dieta, nem se fale, uma batalha perdida. De um lado, o lutador fora de forma e confiança do outro lado confiantes em turma ainda por cima Mr. Lasanha Maravilha, Pernil Assado, o terrível, além de outros combatentes cruéis como Chester, Macarronada com pimentão, Salpicão, o trio parada dura coxinha, risóles e bolinho de queijo, Bacalhau ao forno, Leitoa assada, Pavê, Bolo, Pudim de Maria Mole e Pudim tradicional, Panetones diversos, Frios, Hambúrgueres, refrigerantes..e por aí vai..

De qualquer forma, outros fatores interessantes aconteceram. Uma vez li que a gordura na verdade são camadas e camadas de proteção sentimental. E de fato, eu tendo mesmo a me proteger. Sou muito tímido, muito temeroso de me colocar em situações embaraçosas. Eu detesto passar vergonha, detesto que riam de mim. O que me tornou bastante esquivo ao circulo social. Eu raramente me permito ir a reuniões de familia. Sempre preferindo uma vida mais isolada e provavelmente segura. Acredito que muitos gordinhos agem assim, outros talvez façam o contrário se misturem com todo mundo para fazer parecer que não se importam em ser gordos. Mas, se somos gordos é porque estamos nos escondendo atrás de camadas e camadas de gordura. Entao, não podemos estar felizes.

Este ano,acabei me permitindo uma tal socialização com as pessoas que não ocorria há uns bons 18 anos! E foi muito bom, me permitiu perceber que não há do que me defender. Então, pretendo descobrir este ano que outras defesas são igualmente falhas. Desejo abrir a guarda e embainhar a espada. Não mais me isolar, não mais guerrear contra tudo e contra todos. E isto serve especialmente para mim mesmo!

Se sei como emagrecer e quero, porque continuo gordo? É uma contradição que tem a ver com meu medo do mundo, com meu desejo de me esconder, com a falta de amor para mim mesmo e para todos os demais. Estou cansado disto. Estou tomando algumas novas resoluções, como é de praxe, eu sei, nas vésperas do final de ano, mas se não for nesse período para fazer um balanço, quando seria?

Agora, com o reveillon ainda pela frente é tolice acreditar em grandes avanços, mas acompanhem comigo o ano de 2011, em passos largos atingirei meu objetivo. Eu acredito nisto, mais do que jamais acreditei.

Chega de ser um vicimida. Chega de lutar. Chega de perder. É hora de triunfar!..

Nenhum comentário:

Postar um comentário