22 de jun de 2011

Gordo vs. Magro - A batalha!


O que difere o gordo do magro além da excessiva diferença em massa corporal? Para responder a esta pergunta temos que analisar a raiz do problema, ou seja, a comida. Para o gordinho a comida e fonte de volúpia e agitação. Envolvendo comida, qualquer papo se torna interessante. Pessoas normais que veriam coisas obscenas em uma simples banana ou em um pepino tem ideais na vida. O gordo não. Ele vive para comer. Tanto, que em coisas obscenas ele enxerga uma banana, um pepino ou qualquer outra coisa que possa ser ingerida.

Nossa sociedade de magros atribui as pessoas gordas várias qualidades negativas como contrapeso de escada rolante e afunda navios. A pessoa gorda é vista pelas outras como um ser esférico que devora tudo o que ver pela frente e que tem a tendência de quebrar tudo que se encontra abaixo dele. Quantas vezes você não ouviu "CUIDADO!! TERREMOTO!!" quando você caiu ou "Vamos fazer corrente positiva pro bicho sair do chão." quando percebem que você acaba de entrar no avião? Isso sem contar as caras de terror das pessoas quando percebem a dificuldade do elevador em se locomover e às vezes que te confundiram com um lutador de sumo quando foi à praia.

E os magrelos? Cadê a gozação em cima deles? Podemos, como gordinhos assumidos, chamá-los de salsicha, preveni-los contra vento forte, etc... A verdade é que os gordinhos são largamente discriminados apesar de poderem fazer as mesmas coisas que qualquer outra pessoa normal. No problema do estacionamento citado acima, basta apenas um maior distanciamento entre os carros para que o gordinho possa executar a simples tarefa de passar entre eles.

Um comentário: